Descubra como a terceirização pode ajudar seu negócio

Operações Logísticas podem ser melhoradas rapidamente?

Written by admin

On 9 de maio de 2019

Talvez um dos maiores desafios das empresas hoje é conseguir aumentar a eficiência de operações logísticas e, ao mesmo tempo, reduzir os custos.

Mas existem algumas questões a ser encaradas, para trilhar o caminho de uma operação logística melhor. Se não houver um bom planejamento, adoção de novas tecnologias, gestão de estoque e capacitação de funcionários, todo o sistema logístico ficará comprometido. Ao deixar a organização logística de lado, a empresa com certeza terá vários contratempos que vão afetar o negócio de maneira considerável.

Outra certeza de nossos dias é que a logística se transformou em um setor estratégico, que deve ser  encarado como um diferencial competitivo pelas empresas. A credibilidade da marca frente ao consumidor final é completamente afetada pelas atribuições logísticas. Ainda mais em um cenário de mercado no qual a demanda é por prazos curtos e qualidade alta. Fica clara aí a importância da eficiência logística, que deve levar a um processo de entrega mais rápido e ágil. É aí que entra a pergunta: o que fazer para melhorar essa capacidade sem que custe os olhos da cara?

 

Como garantir a eficiência nas operações logísticas?

Especialistas na área de logística pontuam que para garantir a eficiência nas operações logísticas, os gestores precisam estar atentos ao mapeamento dos processos logísticos da empresa, assim como a todos os custos envolvidos, infraestrutura necessária para eficiência e eficácia nas operações, investimento em tecnologia e automação. Outra questão importante é a constante capacitação de seus funcionários.

Um dos benefícios desse mapeamento pe que o gestor conseguirá escolher as ferramentas certas para garantir que os processos sejam eficientes. Para facilitar sua vida, listamos abaixo cinco pontos para prestar atenção no momento de buscar a eficiência logística e reduzir custos.

 

1. Planejamento estratégico

Como já frisamos neste artigo, o planejamento estratégico é extremamente importante para a logística, já que os gestores conseguem utilizar estratégias e ferramentas para reduzir custos no setor, aumentar a competitividade e ganhar a satisfação de seus clientes.

Já sua falta, pode provocar inconsistências em toda a cadeia de suprimentos. O resultado é comprometedor, colhendo em erros na produtividade, atrasos nas entregas, gastos excessivos, assim como o uso desnecessário dos recursos.

A identificação dos custos envolvidos nas operações logísticas, é um dos passos fundamentais. Desde o recebimento de materiais e insumos, passando pela estoque e armazenagem, produção e distribuição ou entrega do produto final ao cliente, tudo deve ser verificado. Com o mapeamento dos custos envolvidos nesses processos concluído, será possível ter clareza para tomar decisões e utilizar as melhores estratégias e ações para reduzir os custos, fazer investimentos em infraestrutura e otimizar recursos.

 

2. Gestão de estoque

A boa gestão de estoque contribui de forma eficaz para a redução de custos, pois o gestor consegue definir com maior eficiência quando precisará realizar a aquisição de materiais para a área de produção.

Conseguir um bom planejamento nessas aquisições dará à empresa uma excelente oportunidade de negociar prazos de entrega e valores com seus fornecedores, trazendo descontos e economia. Por outro lado, sem essa gestão, muitas aquisições de materiais poderão atrasar e comprometer toda a competitividade da empresa.

 

3. Distribuição de cargas

A distribuição de cargas é a atividade de logística mais afetada pelos entraves da logística urbana. Falta de planejamento nessa atividade levará a empresa a ter custos excessivos com veículos ociosos, rotas longas, ociosidade de motoristas e veículos, perda de competitividade no mercado e perda da confiabilidade de clientes diante dos atrasos nas entregas.

As cidades são dinâmicas e entregam diversos desafios a quem trabalha com entregas. Falta de infraestrutura urbana, problemas de congestionamento nos grandes centros urbanos e restrição para circulação de veículos, fazem com que as empresas tenham a necessidade de ter planos para uma melhor roteirização de distribuição.

 

4. Novos formatos de entrega

Além de aumentar a eficiência do negócio, apostar em novos tipos de entrega acaba por entregar vantagens competitivas.

Alguns exemplos de inovação no setor são a utilização de drones, retirada dos produtos na loja física pelo cliente, uberização das entregas e “Same Day Delivery”. A ideia da inovação não é sempre atender as necessidades específicas de cada cliente. Se sua empresa não fizer isso, não tenha dúvidas, A concorrência fará.

 

5. Inovações tecnológicas

É fundamental que as empresas estejam atentas aos avanços tecnológicos para que consigam crescer ou mesmo sobreviver em um mercado altamente competitivo e globalizado. Empresas que não acompanham e não integram aos seus processos essas inovações acabam obsoletas. Rapidamente acabam perdendo mercado e não conseguem garantir a satisfação de seus clientes, que estão cada vez mais exigentes.

Alguns exemplos de novas tecnologias para dar atenção são:

  • IoT (internet das coisas),
  • Big Data,
  • impressoras 3D,
  • entregas inteligentes (utilização de drones) e
  • automóveis autônomos


Meça os resultados e verifique a eficiência de suas operações logísticas

Ok, você conseguiu implantar diversas mudanças em seu processo logístico, parabéns. Mas não acaba aí. Estabelecer mudanças é tão importante quanto acompanhá-las para mensurar quais foram os resultados. Por meio do mapeamento constante dos processos e operações logísticas, os gestores das empresas conseguem avaliar a eficácia de seu planejamento, assim como de seus planos de ação para cada atividade.

Investir tempo em compreender minimamente todos os detalhes das operações é outro fator importante, assim como os gargalos e os problemas que poderão ser encontrados, para que consigam tomar decisões e definir novos planos de ação rapidamente.

E você, quais ações emprega para aumentar a eficiência logística visando, inclusive, a redução de custos? Compartilhe conosco!   

 

You May Also Like…

Terceirização: entenda de uma vez a lei, em 7 pontos

Terceirização: entenda de uma vez a lei, em 7 pontos

A nova lei de terceirização já completou alguns anos de existência, mas ainda desperta dúvidas e polêmicas em sua aplicação. Aprovada em 22 de março de 2017, trata-se de um projeto que foi discutido na esfera política desde 1998. Você tem consciência de como isso pode...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat